Make your own free website on Tripod.com
.
EDITORIAL

HOME

EDITORIAL | ENGLISH | EDIÇÃO 1 | EDIÇÃO 2 | ONDE | Contato

PRIMEIRAS PALAVRAS

Desde o seu surgimento, em 1994, o Laboratório do Ator prevê como ponto fundamental de sua existência, a implantação de um Núcleo de Publicações. Esta idéia concretiza-se agora, através de Cênica.

É realmente com imensa alegria que vemos a possibilidade de um espaço de reflexão que permita a convergência das mais variadas linhas de pensamento, e não apenas aquela com a qual tenhamos maior afinidade. Isto por que o teatro constitui-se, a nosso ver, a partir de uma concreta contribuição de variados estilos e práticas. Todos que o exercem, seja por meio da escrita, do ensino ou da encenação, têm um papel essencial no seu processo histórico. E este processo se desenrola a cada temporada que se inicia, a cada curso que se finda ou a cada obra concluída. Neste sentido, quanto maior a ebulição de idéias, maior o estímulo a que novas idéias surjam.

Atentando para isto, evitamos a estreiteza de caminhos que restringisse participações. A revista compõe-se de textos produzidos por profissionais que prontamente atenderam à nossa solicitação em conceder algumas palavras ou a se por como portadores de reflexões que, estamos certos, apontarão ao leitor diversas possibilidades de abordagem, seja do ponto de vista da estética, da preparação técnica, da história ou da filosofia.

Cênica pretende-se uma publicação para iniciados na arte de realizar e no ato de assistir ao teatro. Sem exceção, entretanto, os colaboradores buscam se utilizar de uma linguagem acessível sem cair em superficialidades, respeitando a inteligência do leitor e não deixando de abordar assuntos relativos ao cotidiano daqueles que estudam ou já exercem alguma atividade no meio teatral.

Sabemos das imperfeições que possam nos acompanhar e, por isso mesmo, achamos importante começar. Esperamos tão somente que a presente iniciativa incite à criação e à reflexão por parte dos colegas e, ao público e amantes de nossa arte, lhes dê um motivo a mais para compreender e se apaixonar por esta atividade que sem ele, o espectador, não teria razão de ser.

José Tonezzi - Diretor